Nossa Opinião

7.5
O nó que se faz na cabeça de Claire é símbolo da sociedade moderna, que aprende diariamente a lidar com formas diferentes de sexualidade
Nota 7.5

François Ozon é um dos cineastas franceses mais profícuos da atualidade. Faz, em média, um filme por ano, passeando por diversos estilos, de musical (‘8 Mulheres’) a suspense (‘Swimming Pool’ – À Beira da Piscina’) ou comédia de costumes (‘Potiche – Esposa Troféu’). Com a mesma sensibilidade que trafega entre os gêneros cinematográficos, encara questões delicadas em ‘Uma Nova Amiga’, seu filme mais recente.

A história, livremente inspirada em um conto de suspense da autora Ruth Rendell, já vinha na cabeça de Ozon há cerca de vinte anos. A decisão de finalmente rodar no ano passado foi motivada por seu incômodo com os diversos protestos que ocorreram na França contra o casamento gay, como explicou em entrevista ao site britânico Twitch Film. Para abordar o assunto, escolheu o viés psicológico.

umanovaamiga

Claire (Anaïs Demoustier) cresceu grudada na melhor amiga, Laura (Isild Le Basco). Uma rápida montagem mostra momentos-chave da infância, adolescência e maturidade das duas, e fica imediatamente nítido como Claire sempre esteve à sombra de Laura, uma presença mais solar e expansiva que capturava os olhares por onde passava, deixando a outra como coadjuvante.

Quando Laura morre, Claire assume o compromisso de dar apoio à filha e ao marido da amiga, David (Romain Duris). Porém, tem uma grande surpresa quando aparece de sopetão na casa deles e vê o sujeito de vestido, maquiagem e peruca. David revela que tinha o costume de se vestir de mulher desde antes do casamento e agora, após o falecimento da esposa, a vontade voltou de forma arrebatadora.

A princípio, a relação de amizade das duas personagens se fortalece como forma de manter a lembrança de Laura viva entre elas. Porém, enquanto David, que passa a viver também com o codinome Virginia, fica cada vez mais à vontade com sua identidade, Claire entra num turbilhão de questionamentos. É como se ela, agora já sem Laura por perto, também buscasse em si a mulher que não pôde ser enquanto era eclipsada. O filme retrata isso aumentando o tom do suspense e incluindo fantasias eróticas na mente da personagem.

O nó que se faz na cabeça de Claire é símbolo de uma sociedade que aprende diariamente a lidar com formas diferentes de sexualidade. Ao trocar o final trágico do conto que originou ‘Uma Nova Amiga’ por um mais esperançoso e otimista, Ozon dá sua contribuição para que a discussão avance.

Comentários

comentários