O Festival de Veneza anunciou nesta quarta-feira os longas e curtas selecionados para sua edição 2015, que ocorre de 2 a 12 de setembro na cidade italiana.

Na lista da Mostra Orizzonti (Horizontes), a segunda mais importante seção depois da mostra competitiva oficial, o Brasil vai enviar três representantes: Mate-me, primeiro longa da carioca Anita Rocha da Silveira, Boi Neon, do pernambucano Gabriel Mascaro, e o curta Tarântula, dos paranaenses Aly Muritiba e Marja Calafanje.

Anita, que chamou atenção por sua direção de curtas como Os Mortos-Vivos, que foi a Cannes 2012, na Quinzena dos Realizadores, em Mate-me conta a história de Bia (Valentina Herszag), uma garota de quinze anos, e de João (Bernardo Marinho), seu irmão de 25. A vida deles muda depois que assassinatos em série começam a ocorrer na Barra da Tijuca, no Rio

Suspense também dá o tom em Tarântula, que conta o drama de uma família religiosa que vive em um casarão isolado. “Estou super honrado e feliz de ter dois filmes começando suas cerreiras de forma tão poderosa. Estar ao mesmo tempo em Brasília e Veneza é o desejo de qualquer diretor”, contou Muritiba ao TelaTela. O filme também integra a mostra competitiva de curtas do Festival de Brasília 2015, que exibe outro longa do diretor paranaense em competição: Para Minha Amada Morta, estrelado por Fernando Alves Pinto.

Já Gabriel Mascaro, que em 2014 levou o longa Ventos de Agosto ao Festival de Locarno, na Suíça, este ano vai ao Lido com sua nova ficção. Boi Neon conta uma história passada no interior do Brasil e traz Juliano Cazarré no papel do vaqueiro Iremar. Maeve Jinkings (de O Som ao Redor) e Vinicíus de Oliveira (Central do Brasil) também integram o elenco.

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Já na mostra competitiva oficial, o Brasil não emplacou nenhum representante. Entre os nomes que disputarão o Leão de Ouro, estão produções como Anomalisa, de Charlie Kaufman e Duke Johnson, Remember, de Atom Egoyan, além deFrancofonia, Aleksander Sokurov, e El Clan, de Pablo Trapero.

Entre os diretores italianos, Luca Guadagnino apresenta seu thriller psicológico A Bigger Splash, uma coprodução com a França, estrelada por Ralph Fiennes e Tilda Swinton, além do vampiresco Blood of my Blood, novo longa do consagrado Marco Bellocchio. Já os filmes que certamente atrairão a atenção por seu elenco de celebridades, estão o americano Equals, de Drake Doremus, estrelado por Kristen Stweart e Nicholas Hoult; além de The Danish Girl, em que o vencedor do Oscar de Melhor Ator 2014 Eddie Redmayne (de A Teoria de Tudo), é uma transsexual. Dirigido por Tom Hooper, o longa conta a história de Einar Wegener, ou Lili. Em 1931, ela foi umas das primeiras pessoas a passar por uma cirurgia de mudança de sexo.

Everest, de Baltasar Kormakur (EUA, Reino Unido) abre a maratona cinéfila em 2 de setembro e Mr. Six, de Hu Guan (China) encerra a festa em 12 de setembro.

 

Confira a lista completa dos longas de Veneza 2015:

 

Mostra Competitiva Oficial

Remember, Atom Egoyan (Canadá, Alemanha)
Beasts of no nation, Cary Fukunaga (EUA)
Per amor vostro, Giuseppe M. Gaudino (Itália, França)
Marguerite, Xavier Giannoli (França, República Tcheca, Bélgica)
Rabin, the last day, Amos Gitai (Isreal, França)
Frenzy, Emin Alper (Turkey, França, Qatar)
Heart of a dog, Laurie Anderson (EUA)
Blood of my blood, Marco Bellocchio (Itália)
Looking for grace, Sue Brooks (Australia)
Equals, Drake Doremus (EUA)
A bigger splash, Luca Guadagnino (Itália, França)
The endless river, Oliver Hermanus (África do Sul, França)
The danish girl, Tom Hooper (Reino Unido, EUA)
11 minutes, Jerzy Skolimowski (Polônia)
Francofonia, Aleksander Sokurov (França, Alemanha, Holanda)
El Clan, Pablo Trapero (Argentina, Espanha)
Desde allá, Lorenzo Vigas (Venezuela, México)
L’hermine, Christian Vincent (França)
Anomalisa, Charlie Kaufman, Duke Johnson (EUA)
L’attesa, Piero Messina (Itália)
Behemoth, Zhao Liang (China, França)

 

 

Mostra Horizontes  

Boi Neon, Gabriel Mascaro (Brasil, Uruguai, Holanda)
Mate-me por favor, Anita Rocha Da Silveira (Brasil, Argentina)

Madame Courage, Merzak Allouache (Argélia, França, Emirados Árabes)
A Copy of my mind, Joko Anwar (Indonésia, Coreia do Sul)
Pecore in erba, Alberto Caviglia (Itália)
Mountain, Yaelle Kayam (Israel)
A War, Tobias Lindholm (Dinamarca)
Interrogation, Vetri Maaran (Índia)
Free in Deed, Jake Mahaffy (EUA, Nova Zelândia)
Man Down, Dito Montiel (EUA)
Why Hast Thou Forsaken Me?, Hadar Morag (Israel, França)
Tempete, Samuel Collardey (França)
The childhood of a leader, Brady Corbet (Reino Unido, Hungria, Bélgica, França)
Italian Gangster, Renato De Maria (Itália)
Wednesday, May 9, Vahid Jalilvand (Irã)
Un monstruo de mil cabezas, Rodrigo Pla (México)
Taj Mahal,Nicolas Saada (França, Bélgica)
Interruption, Yorgos Zois (Grécia, França, Croácia)

Fora de Competição

Everest, Baltasar Kormakur (EUA, Reino Unido) – Filme de abertura
Go with me, Daniel Alfredson (EUA, Canadá, Suécia)
Non essere cattivo, Claudio Caligari (Itália)
Black mass, Scott Cooper (EUA)
Spotlight, Thomas McCarthy (EUA)
La calle de la amargura, Arturo Ripstein (México, Espanha)
The audition, Martin Scorsese (EUA)
Winter on Fire, Evgeny Afineevsky (Ucrânia)
De Palma, Noah Baumbach, Jake Paltrow (EUA)
Janis, Amy Berg (EUA)
The event, Sergei Loznitsa (Holanda, Bélgica)
Gli uomini di questa città io non li conosco, Franco Maresco (Itália)
L’esercito piu piccolo del mondo, Gianfranco Pannone (Vaticano)
Afternoon, Tsai Ming-liang (Taiwan)
In Jackson Heights, Frederick Wiseman (EUA)
Mr. Six, Hu Guan (China) – Filme de encerramento

Comentários

comentários