Entre séries de ficção e não ficção, conversas sobre internet e mercado audiovisual, além de workshops com especialistas de todo o mundo, o Festival Telas, que acontece entre os dias 9 e 15 deste mês, chega a sua segunda edição mais maduro e com a missão de consolidar-se no calendário de eventos do audiovisual.

“Tendo no horizonte a ideia de fortalecer a cidade como um polo audiovisual, demos um salto em relação à primeira edição na direção de cumprir mais o papel de ser um polo de reflexão sobre o audiovisual. Todas as grandes metrópoles na seara audiovisual se consolidaram em torno de eventos estratégicos como esse”, diz Alfredo Manevy, diretor-presidente da Spcine, empresa de cinema e do audiovisual de São Paulo.

É assim que o evento, que acontece na Oca, FAAP, MIS, MAM e Unibes Cultural, compõe o Novembro Audiovisual, agenda criada pela Spcine em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura.

Manevy reitera que também graças a lei de cotas em canais por assinatura, o país vive um momento muito positivo para a televisão, com novas produções estreando quase toda semana. “Esta primavera da televisão, aliada à ascensão do cinema nacional, nos inspirou para desenvolver algo contemporâneo que captasse o que estamos vivendo, mas também que abordasse aspectos econômicos, sobre monetização de conteúdos, modelos de negócios, multijanelas e etc”.

Além das exibições de programas de 11 países desenvolvidos para diversas plataformas, o evento, realizado em parceria com a Converge, se uniu também a consagrados eventos de todo o mundo, como os franceses FIPA e Sunny Side, além do canadense HotDocs.

Pré-estreias e workshops com profissionais do mercado, conversas com apresentadores de canais bem-sucedidos no youtube, criadores de games, mais atividades para crianças, completam uma programação eclética que quer, mais que exibir, fomentar discussões e estimular novos criadores a impulsionar o mercado.

Existe uma aproximação com a Writer’s Guild of America, o sindicato dos roteiristas americanos. “Atividades como doctoring e a vinda de bons nomes estão no nosso horizonte”, explica Manevy. “Não queremos só fomentar o roteiro, mas também a formação e as condições de trabalho dos roteiristas.”

Com a mentalidade de formar público, o Telas traz o declarado objetivo de se tornar um evento de tradição no calendário nacional. Fica ainda como promessa, contudo, a iniciativa de levar sua programação para além do centro expandido e até lugares nas periferias da cidade que raramente ou nunca têm acesso a debates como esse.

“Queremos crescer e ocupar novos espaços no ano que vem, e reforçar a política de reconquista do espaço público promovido pela prefeitura”, finaliza.

Conheça os destaques da programação gratuita do Telas:

paixaosuoregraxaPaixão, Suor e Graxa
O documentário produzido pela ESPN mostra o histórico de glórias do Brasil no automobilismo, e tem sua grande premiere no evento, na sessão especial com presença do diretor, produtores e convidados. Terça, 10/11 – 20h na Oca (Parque do Ibirapuera)

chris-brancatoPainel – Roteiro e propriedade intelectual no ambiente multiplataforma
Chris Brancatto (foto, roteirista e showrunner de Narcos), Alfredo Barrios (roteirista e showrunner de Burn Notice), além dos brasileiros Beto Skubs e Ricardo Hofstetter discutem o papel do criador de séries diante do novo mercado audiovisual. Quarta, 11/11 – 14h no Auditório 1 da Oca (Parque do Ibirapuera)

anna-muylaert1Painel – Cinema do meio, o exemplo de Que Horas Ela Volta?
A diretora Anna Muylaert, Bárbara Strum (da Pandora, distribuidora do filme) e o cineasta Flávio Frederico (presidente da Apaci) debatem os caminhos para filmes que dialogam com o público, sem ficar restrito ao circuito “autoral” ou “comercial”. A mediação é de Flavia Guerra, da equipe do TelaTela. Quarta, 11/11 – 16h no Auditório 2 da Oca (Parque do Ibirapuera)

Detetives-do-Predio-AzulDetetives do Prédio Azul
As crianças também têm vez no evento, com a exibição em primeira-mão dos episódios da nova temporada da série, que só estreia no canal Gloob em março de 2016. Os atores devem marcar presença na sessão, para a alegria dos fãs. Sábado, 14/11 – 10h na Oca

poe-na-roda-capaPõe na Roda
Nelson Sheep, Pedro HMC e Felipe Abe falam sobre o canal do youtube Põe na Roda, que aborda temas do universo gay de forma bem-humorada, e conta com mais de 300 mil inscritos. Ao longo dos diversos dias de evento, outros youtubers também passarão por lá para encontrar os fãs. Sábado, 14/11 – 17h30 na Arena Web da Oca (Parque do Ibirapuera)

alx_o-grande-gonzalez-fox_originalExposição de figurinos O Grande Gonzalez
A série do grupo Porta dos Fundos, exibida no canal Fox, tem como cenário o mundo do circo. Por isso mesmo, os figurinos típicos devem atrair o público curioso. Até dia 15/11, na Oca

Comentários

comentários