The End of The Tour

O que é:
Jason Segel interpreta o celebrado escritor David Foster Wallace, famoso por sua visão de mundo carregada de sarcasmo. O filme conta seu encontro com um jornalista para uma série de entrevistas, e foi muito elogiado no Festival de Sundance, referência do cinema independente.

O que dá pra esperar:
A inusitada escolha de Segel (conhecido por interpretar adultos com jeito de criança, como em Os Muppets e na série How I Met Your Mother) levantou muitas sobrancelhas. As reações em Sundance acalmaram o mundo, e o trailer reforça a impressão de que vem coisa boa pela frente. A voz de Michael Stipe, eterno R.E.M., na trilha só ajuda.

99 Homes

O que é:
História real de um pai de família que se vê despejado de casa durante a mais recente crise econômica norte-americana e precisa lutar para reconstruir a vida.

O que dá pra esperar:
A mesma premissa pode gerar diferentes caminhos. Poderíamos estar diante de um novo À Procura da Felicidade, por exemplo. Mas o trailer mostra que a escolha aqui é pela tensão, personificada na presença de Michael Shannon, ator que sempre vai bem quando precisa meter medo.

Pawn Sacrifice

O que é:
Durante a Guerra Fria, um desafio de xadrez entre o americano Bobby Fischer e o russo Boris Spassky ganha contornos políticos e leva os dois adversários à beira da insanidade.

O que dá pra esperar:
O trailer tem um tom de conspiração e espionagem com potencial promissor, mas o filme foi recebido com frieza no Festival de Toronto, onde esteve no ano passado. A conferir.

Misstress America

O que é:
O novo filme da dupla Noah Baumbach e Greta Gerwig, mesma do excelente Frances Ha. A história agora é sobre uma jovem, interpretada por Lola Kirke, que quer conhecer mais sobre sua futura meia-irmã, Greta. Antes deste Mistress America, outro filme do diretor deve chegar às telas brasileiras ainda este mês, a comédia Enquanto Somos Jovens.

O que dá pra esperar:
Desde a estreia, com A Lula e a Baleia, Baumbach vem construindo uma carreira sólida, e já saiu há muito tempo da sombra de Wes Anderson, de quem foi colaborador. Seu senso de humor está mais para Woody Allen, com um toque hipster século XXI. Uma prova? A frase da personagem de Greta: “Não há nada que eu não saiba sobre mim, por isso não posso fazer terapia”.

Arabian Nights

O que é:
Como o trailer deixa bem claro, não é uma adaptação de As Mil e Uma Noites, “apesar de se basear em sua estrutura”. Este épico dividido em três volumes, num total de mais de seis horas de duração, é dirigido pelo português Miguel Gomes (Tabu e Aquele Querido Mês de Agosto). Foi exibido na Quinzena dos Realizadores, de Cannes.

O que dá pra esperar:
Quem viu no Festival francês não poupou elogios ao visual e à forma com que Gomes alinha as tramas paralelas dos diferentes volumes. O trailer não dá muitas pistas sobre a história, mas é suficiente para deixar cinéfilos com água na boca. Sério candidato a pintar por aqui no Festival do Rio ou na Mostra de São Paulo, no segundo semestre.

Comentários

comentários